Maior doadora de leite materno será indenizada após piada de Danilo Gentili

8
Michele mostra os vidros de doação com leite materno (Foto: Divulgação)

Michele mostra os vidros de doação com leite materno (Foto: Divulgação)

O Tribunal de Justiça de Pernambuco decidiu condenar o apresentador Danilo Gentili a pagar uma indenização de R$ 200 mil por danos morais para a técnica de enfermagem Michele Rafaela Maximino. Ela ficou conhecida por ser a maior doadora de leite humano do Brasil. Ainda cabe recurso.

Em outubro de 2013, ela entrou com uma ação de ressarcimento por danos morais contra o humorista que usou fotos e fez piadas da doadora no programa “Agora é Tarde”, da Rede Bandeirantes. Na época, ela pedia  R$ 1 milhão no processo. A ação é contra a emissora e o comentarista Marcelo Mansfield, colega de palco de Gentili.

No programa exibido em 3 de outubro daquele ano, o comediante fez piadas  utilizando uma foto dela sem autorização. Gentili chegou a comparar Michele com o ator pornô Kid Bengala. “Em termos de doação de leite, ela está quase alcançando o Kid Bengala.”

Ao ser exibida uma foto de Michele no programa no momento em que ela fazia a ordenha para doar o leite,  o comentarista Marcelo Mansfield ainda satirizou  que os seios da doadora não eram uma “espanhola, mas uma América Latina inteira”.

A reportagem não conseguiu contato com os humoristas para comentar o assunto. A emissora diz que irá recorrer da decisão.

Michele, moradora da pequena cidade de Quipapá, na zona da mata de Pernambuco, chegava a viajar 80 km com o marido para fazer as doações de leite materno para o Hospital e Maternidade Jesus Nazareno, em Caruaru. Na época, Michele chegou a ser  responsável por 90% do estoque do banco de leite da maternidade, que foi criado em 2007.

Michele conseguia retirar até dois litros de leite por dia. Ela  chegou a doar mais de 351,8 litros para unidades de saúde.

Após virar piada em rede nacional ela interrompeu as doações e precisou, inclusive, mudar de cidade pois não conseguia mais lidar com os xingamentos e piadas na rua. Michele relatou na época que era constantemente chamada de vaca.

A doação de leite materno ajuda a salvar diariamente vida de bebês prematuros que não podem ser alimentados por suas mães. Veja aqui como ser uma doadora e ajudar um banco de leite.

 

 

Compartilhe!

8 Comentários

  1. O Brasil é um País que, piadas são levadas a sério… e coisas sérias são levadas na brincadeira. Essa moça faz um trabalho muito bonito, mas o que é grave mesmo, são centenas de pessoas inocentes que morrem pela violência desenfreada. Eu ainda sonho com um Pais que todos possam ser felizes sem muito vitimismo. Afinal, quem ri de piadas de português, perde totalmente o direito de se ofender com qualquer piada.

    • bem, no Brasil os portugueses dificilmente poderiam ser chamados de minoria, diferentemente das mulheres, em qualquer pais do mundo. Voce provavelmente nunca viu um bebê prematuro e não sabe como é dificil enfrentar um parto antes do tempo, que frequentemente se dá por cesariana, e ter um bebê cuja sobrevivencia não é garantida nos braços. A mãe fica fragilizada, e se não puder amamentar, pior ainda, pois a todos os outros problemas, se soma a culpa. Não temos uma tradição de doação, seja de órgãos seja de leite, seja de sangue,, e qualquer ação para inviabilizar esses atos tem um impacto direto nas vidas de pessoas que precisam delas, e que já estão sofrendo. Acho que isso é só um pouquinho mais importante que rir de piada de português, será que não?

    • Que porcaria de comentário hein, sem pé nem cabeça… O que um processo de danos morais tem a ver com violência? Seja mais coerente e aprenda a pensar… Pare de copiar frases de humoristas e vá estudar um pouco. Você gostaria que sua mãe fosse chamada de vaca leiteira em rede nacional?

      • Realmente tenho que concordar que o meu comentário é incoerente, pois damos morais nunca matou ninguém ! Tanto que ela está viva e processou o humorista !

    • Marcelo, totalmente infeliz a sua comparação. Quando a piada é de português você não está falando de uma pessoa específica, neste caso ela era a piada. Houve sim um dano moral, pois depois do ocorrido ela teve abalo psicológico e teve que interromper as suas doações, e começou a sofrer assédio moral na cidade onde morava, tendo até mesmo que se mudar. O problema não foi exatamente o ato da piada, mas sim as suas graves consequências.

Deixe aqui o seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.