Menina pede festa de aniversário com tema inusitado: o mamá da mamãe

1
Compartilhe!
Laura pediu tema do que mais ama: o mamá da mamãe (Foto: arquivo pessoal)

Laura pediu tema do que mais ama: o mamá da mamãe (Foto: arquivo pessoal)

A pequena Laura pediu um tema inusitado para a sua festa de 3 anos: “mamá”. A menina, que mama em livre demanda, tinha dificuldades de escolher o que seria a decoração da festa, então, sua mãe Marcelle Castro, 32, tentou ajudá-la falando que ela podia escolher algo que ela amasse para fazer a festinha. “Aí ela respondeu, quero festa de mamás. Achei engraçado, pensei que estava brincando, mas não estava e só falava da festa dos mamás”, conta a mãe.

Marcelle diz que tentou mudar o tema da decoração incluindo personagens de desenhos que ela gosta. “Mas aí ela falava ‘Turma da Mônica e o mamá’, Minnie e o mamá, Angelina Bailarina e o mamá'”, conta a mãe. Os pais decidiram atender então os pedidos da filha e fizeram docinhos e o bolo com peitos.
Em entrevista ao Mães de Peito, ela conta que o tema surpreendeu os convidados mesmo sendo uma festa pequena só para os familiares mais próximos.  “Ninguém acreditava que a gente ia fazer exatamente o que ela queria. Acharam um pouco ‘exótico’, mas entraram no clima porque sabem do amor dela pelo mamá.
Marcelle conta que a paixão da filha pelo mamá é desde sempre e, mesmo retornando ao trabalho, continuou com a amamentação exclusiva da menina até os seis meses de vida e segue com a amamentação em livre demanda até hoje.
A mãe diz que no começo teve dificuldades para amamentar, mas com o apoio da pediatra e da família conseguiu superar e seguir sem introdução de leite de fórmulas. “O início foi muito doloroso! Eu não fazia ideia de nada referente à amamentação, senti falta de informação. Quando a Laura nasceu, a pediatra dela me ajudou muito, me ensinou muita coisa e eu percebi como o momento da amamentação era importante não só pra alimentar a Laura, mas pra nossa relação”, conta a mãe.
Ela diz que a sociedade não apoia a amamentação. “Percebi isso com familiares que insistiam que eu tinha que dar ‘outro bico’. Mas, mesmo tendo duas mastites sérias, sigo amamentando e já cheguei a doar meu leite.  O momento da amamentação aqui é tão gostoso. Na maioria das vezes ele é uma pausa no caos do dia. Óbvio que tem dias que são bem cansativos, mas faz parte. Daqui a pouco a Laura cresce”, relata a mãe, orgulhosa da filha.

1 Comentário

Deixe aqui o seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.