Por que não comprar ovos de Páscoa com brinquedos

1

IMG_20160316_124010520

Vá até um supermercado próximo da sua casa e visite o corredor onde estão instalados os ovos de Páscoa. Além do preço alto por poucos gramas de chocolate, o que mais você vê? Bola, bonecos, coroas, bichos de pelúcia e até guarda-chuva são alguns dos itens que ‘vem de brinde’ com o chocolatinho da garotada. Os ‘presentinhos’ cresceram tanto que já não cabem mais dentro dos ovos  e o corredor mais parece uma sessão de loja de brinquedos do que ovos de Páscoa expostos.

Muitos pais fazem uma verdadeira peregrinação para tentar achar o ovo que o filho escolheu por conta do brinquedo ou compram vários para a criançada colecionar seus personagens favoritos. Vale ressaltar que a grande maioria desses produtos chega a custar 40% mais do que os demais pois têm personagens licenciados em suas embalagens.

A venda de ovos com brindes é um perfeito exemplo de venda ‘casada’. “O valor desse ‘brinde’ é acrescentado ao produto que não pode ser vendido separadamente. Fora que há um grande apelo ao público infantil que acaba desejando o produto por causa do brinquedo”, explica Débora Regina Magalhães Diniz,  cofundadora do Milc (Movimento Infância Livre de Consumismo).

Débora explica ainda que a venda de ovos com brinquedos é ilegal e imoral. Ela diz que a comunicação mercadológica direcionada à criança é proibida por lei com base na resolução 163 do Conanda, de abril de 2014,  no Código de Defesa do Consumidor e no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). “É imoral pois entra na sua casa sem licença e faz propaganda diretamente para o seu filho. Esses produtos tentam convencer seu filho de que ele precisa de coisas que fazem mal para a saúde, superfatura o produto e repassa o custo para o cidadão, ou seja, faz tudo isso as custas das crianças”, comenta.

Vale lembrar também que crianças com menos de dois anos não devem consumir doces e antes de presentear uma os familiares e amigos devem perguntar aos seus pais se ela pode comer chocolate. Muitos pais não querem dar doces aos seus filhos e a vontade deles deve ser respeitada assim como há muitas crianças que não consomem por ter alergia alimentar.

PÁSCOA DIVERTIDA

Claro que independente da religião e crenças, é divertido fazer uma caça aos ovos com a garotada. Mas, não precisa ser com esses ovos caros e cheios de apelação comercial.

O Milc propõe brincadeiras diferentes nesta Páscoa como, por exemplo, comprar chocolate de quem faz. “Podemos assim ajudar tantas famílias, aquecer a economia local e conseguir produtos de melhor qualidade comprando ovos ou docinhos de chocolateiras e doceiras da sua cidade”, aconselha.

Outra alternativa é encomendar aqueles mini ovinhos e espalhar pela casa. A diversão será garantida do mesmo jeito, as crianças que gostam vão continuar com seu chocolate garantido sem os pais terem que pagar caro por isso. Fora que de quebra você deixa de levar para casa  mais brinquedos de plástico que, se não quebrar em poucos dias, vai ficar encostado no fundo do armário.

Há ainda a possibilidade de fazer ovinhos de chocolate com as crianças ou brincar de colorir a casca de ovos de galinha. A Páscoa pode ser divertida sem que as crianças sejam persuadidas para o consumo.

O Milc ressalta ainda que esses produtos continuam sendo vendidos pois há quem compre e porque não são feitas denúncias aos órgãos competentes. “Falta denúncias justamente por  falta de informação e porque as pessoas não sabem onde denunciar”, comenta Débora.

milc

As denúncias podem ser feitas ao Milc e ao Projeto Criança e Consumo que têm campanha incentivando as famílias a questionarem e boicotarem a venda de ovos de chocolate com personagens e recheados de brinquedos. Para denunciar clique aqui. O novo portal do Ministério da Justiça e nos Procons de sua cidade também recebem esse tipo de reclamação. Saiba mais aqui.

Vale ressaltar que neste mês de março foi dada uma importante decisão do  STJ (Superior Tribunal de Justiça) neste assunto. Conforme noticiou o Mães de Peito, fica proibida a publicidade infantil em produtos alimentícios, mas é preciso que haja denúncia por parte dos pais.

 

Compartilhe!

1 comentário

  1. Discordo completamente! Não acredito ser uma venda casada, visto que os brinquedos são expostos na embalagem, e são inclusive critério de escolha entre um ou outro ovo.
    Não vejo nada demais a crianças escolher determinado ovo de Páscoa por causa de um personagem favorito. A publicidade não tenta convencer ninguém a nada. Simplemente expõe as marcas e seus produtos para que todos tenham conhecimento e possam fazer escolhas. Existem excessos e exceções sim, como em qualquer outra área. Pra mim isso é apenas uma transferência de responsabilidade.

Deixe aqui o seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.