Prefeitura lança programa de doulas voluntárias; veja como se increver

6
Compartilhe!
Doula dá suporte físico e emocional para a gestante (Foto: Coletivo Buriti por Bia Takata)

Doula dá suporte físico e emocional para a gestante (Foto: Coletivo Buriti por Bia Takata)

A Prefeitura de São Paulo lançou nesta segunda-feira (28/08), no Dia Nacional do Voluntariado, o Programa de Doulas Voluntárias.

O programa vai oferecer cursos gratuitos para mulheres que querem atuar como doulas voluntárias no SUS (Sistema Único de Saúde). De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, o curso terá carga horária de 40 horas e a primeira turma iniciou as aulas em agosto com 30 participantes. A secretaria diz que a estimativa é que as doulas recém-formadas comecem a atuar nos hospitais e maternidades municipais ainda este ano.

Em seguida, serão abertas novas turmas e as alunas já formadas vão atuar também como propagadores do conhecimento, levando a iniciativa para as diversas regiões da cidade. As mulheres que tiverem interesse em participar do programa e fazer o curso devem procurar o Programa de Voluntários da Saúde, todas as informações estão disponíveis aqui.  As doulas não vão poder cobrar pelo atendimento, mas com o curso podem fazer trabalhos fora da rede pública.

A Saúde explica que se a gestante já tiver uma doula de fora, ou seja, que é formada em outros cursos, a profissional deverá agendar uma  visita no hospital de referência para a realização do parto e a Coordenadora do Voluntariado realizará seu cadastro no SISVOL (sistema de voluntariado da prefeitura), recebendo todas as orientações e assinando os termos e documentações necessárias. Além disso, deverão acatar todas as orientações fornecidas pelo Manual do Programa das Doulas Voluntárias. Confira o manual clicando aqui.

A presença de doulas nas maternidades municipais durante todo o período de trabalho de parto, do parto  e do pós-parto, bem como nas consultas e exames de pré-natal nas maternidades, hospitais e demais equipamentos de saúde da rede municipal, é garantida pela lei nº 16.602, de dezembro de 2016, de autoria da vereadora Juliana Cardoso (PT). Leia mais sobre a lei municipal clicando aqui.

“O acesso das doulas é garantido por lei e queremos que todas as gestantes tenham acesso a este direito”, ressalta Adalberto Kiochi Aguemi, coordenador da Área Técnica de Saúde da Mulher.

Para a secretária-adjunta municipal de Saúde, Maria da Glória Zenha Wieliczka, o lançamento do Programa de Doulas Voluntárias é um passo importante. “É um trabalho árduo que se tem pela frente, por se tratar de mudança de conceito, de convencimento, de dedicação de todos, mas é algo que, sem dúvida, vale muito a pena”, disse Maria da Glória.

6 Comentários

  1. Olá!

    Gostaria de saber se o programa se estende para o Rio de Janeiro. Moro aqui e tenho interesse, sou recém formada e em busca de atuação.

    Obrigada

Deixe aqui o seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.