Procuradoria da República recebe denúncias on-line

1
Compartilhe!

As vítimas de violência obstétrica podem procurar as Defensorias Públicas do seu Estado, advogados ou ainda fazer denúncias no site do  Ministério Público Federal em São Paulo que instaurou inquérito civil público para apurar casos em estabelecimentos de saúde na capital paulista. Para denunciar clique aqui.

A mulher deve reunir documentos, como cópia do prontuário médico, o cartão de acompanhamento da gestação, entre outros exames que tiver feito no pré-natal. Outra opção é fazer a denúncia por telefone pelos canais Violência Contra a Mulher – 180, ou disque-saúde – 136.

 

1 Comentário

  1. Vinte e oito anos depois descobri que a violência que sofria tem nome, que pena pois isso influenciou na minha vida toda. Jamais terei coragem de ter outro filho, fiquei traumatizada e continuo 28 anos depois. Tive 19 horas de pré parto, não é pra qualquer uma. Até que resolveram me dar anestesia e um cara enorme subiu na minha barriga. Não lembro de mais nada.

Deixe aqui o seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.