Quais são as fases do trabalho de parto e como reconhecê-las

1
Compartilhe!
Mulher em banheira durante fase ativa do trabalho de parto (Foto: Coletivo Buriti por Bia Takata)

Mulher em banheira durante fase ativa do trabalho de parto (Foto: Coletivo Buriti por Bia Takata)

O trabalho de parto é dividido em três estágios e é muito importante a gestante e seu acompanhante terem conhecimento de todas elas para não ir cedo à maternidade e evitar assim intervenções desnecessárias.

PRIMEIRO ESTÁGIO

É quando acontece o maior volume de contrações e o colo do útero afina e dilata até que a mulher esteja com 10 centímetros de dilatação. Essa fase do trabalho de parto pode durar desde algumas horas até dias. Esse primeiro estágio é dividido em três fases. São elas:

1 – FASE LATENTE

Essa é a parte mais longa desse estágio pois a mulher tem contrações regulares, mas que ainda não estão muito próximas nem muito longas. As contrações podem acontecer a cada 10 minutos e durar apenas 30 a 45 segundos.

Essa fase normalmente permite que a mulher durma entre as contrações e faça atividades corriqueiras, como tomar banho, comer, cozinhar, caminhar.

2 – FASE ATIVA

Nesta fase as contrações começam a ficar mais intensas e frequentes. As contrações são regulares, duram mais e têm intervalos menores, de três a cinco minutos e duração de até 60 segundos.

Na fase ativa a mulher entra na chamada ‘partolândia’, ou seja, nesta hora ela precisa de concentração, apoio e ajuda para caminhar, receber massagem e ficar em posições que aliviem as dores das contrações

3 – TRANSIÇÃO

Essa é a fase mais difícil quando muitas mulheres imploram por analgesia ou por uma cesárea. Muitas dizem que vão morrer e, por isso, o apoio de uma doula é importante para tranquilizar a mulher e seu companheiro. Essa é a fase mais curta do trabalho de parto, mas é bem intensa pois as dores são intensas e normalmente é difícil distinguir essa fase pois é confundida com o período expulsivo (saída do bebê).

IMPORTANTE: A melhor hora para ir à maternidade é no final da fase ativa e no início da transição. Desta maneira a dilatação estará mais avançada e dificilmente haverá prejuízos para o trabalho de parto ocasionados pela mudança de ambiente. A ida precoce ao hospital faz com que o trabalho de parto leve mais tempo e a gestante passe por intervenções que podem desencadear em uma cesárea que poderia ser evitada.

SEGUNDO ESTÁGIO

Após a mulher dilatar os 10 centímetros, ela entrará no segundo estágio do trabalho de parto que é chamado período expulsivo. Essa etapa pode durar alguns minutos ou até algumas horas.

TERCEIRO ESTÁGIO

É quando a mulher já está com o filho no colo e termina com a dequitação da placenta. Essa fase normalmente dura menos de uma hora, mas algumas mulheres pode demorar mais tempo. É de extrema importância que o bebê vá para o seio materno pois a amamentação ajuda a saída da placenta.

1 Comentário

  1. Pingback: Trabalho de Parto: Fase latente – Desmitificando mitos da vida materna

Deixe aqui o seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.